em Blog

fullsizerender2

Hoje assistindo ao Jornal, me deparei com uma cena que me chamou bastante atenção. A jornalista, que estava grávida, se emocionou ao se despedir do público para dar inicio à sua licença maternidade. Cena única! Não havia ainda presenciado uma apresentadora de telejornal se emocionar.
Admito que estava torcendo por ela. Torcendo para que colocasse aquele choro tão contido para fora. Para todos verem a vulnerabilidade de uma mulher quase parindo! Não o fez…mas a sensação de que as coisas estão mudando ficou dentro de mim, como uma faísca, uma esperança de que bons ventos estão vindo…
Essa sensibilidade é tão saudável quanto a fortaleza que existe dentro dela. Na vulnerabilidade reside o humano! Nosso lado frágil, que tanto necessita de olhares e ouvidos atentos, pede que foquemos nossa atenção para essa mulher que está se despedindo de um papel e entrando em outro que a acompanhará pelo resto da vida: o da maternidade.
Cenas que retratam nosso lado mais frágil trazem muitas vezes grandes desconfortos, pois podemos perceber e entrar em contato com nossa própria vulnerabilidade. Por isso que reitero na minha prática o apelo para que todos os profissionais que trabalhem com gestantes, parto e pós parto, estejam sempre em processo de autoconhecmento.
Assim, os desconfortos advindos de cenas de dor, por exemplo, podem ser traduzidos e decodificados para o próprio mundo interno dos profissionais que estão assistindo essa mulher, sem projeções e falsos julgamentos para com os comportamentos da gestante. Somente percepções do próprio papel, das próprias dores e cicatrizes do caminhar.
Falta muito para a área da saúde, para a sociedade e para os psicólogos se colocarem no lugar do outro com honestidade e poderem mostrar sua vulnerabilidade e suas emoções quando tocadas por cenas como o choro contido da jornalista.
Meus votos são de que mais profissionais se curem para poder auxiliar na cura do outro! Só assim há ressonância. Nesse lugar reside o nosso lado humano e também o amor.

Mariana de Carvalho Pereira
CRP 100732/6
Psicóloga Perinatal. Sócia proprietária do Espaço Matri Gaia.

Comentários
Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar